Qual a importância da previsão da demanda logística?

4 minutos para ler

Falar sobre previsão de demanda logística é essencial para você, gestor, que tem deixado de lucrar com itens encalhados no seu estoque. 

Ou ainda, será que você tem perdido clientes por falta de produtos?  

Em qualquer um desses casos, vale a pena saber mais sobre a importância da previsão de demanda logística e ficar de olho nas suas vantagens.  

Acompanhe esse artigo para se inteirar sobre o tema. 

O que é uma previsão de demanda logística?

Fazer uma previsão de demanda logística significa fazer um estudo prévio, em especial no estoque e setor de vendas, a fim de antecipar o que será necessário na cadeia de suprimentos.  

Essa prática, contribui para tomar decisões mais realistas e evitar um desequilíbrio no estoque.  

Vamos aprofundar mais sobre a importância dessa previsão no próximo tópico.  

Qual a importância da previsão da demanda logística para sua empresa?

Mas afinal, por que é importante fazer essa previsão?  

A relevância dessa prática está relacionada ao controle de estoque.  

Caso haja uma reposição de estoque acima da procura esperada, há o risco de excesso, e isso representa perda de dinheiro, pois você estará deixando de vender o seu produto.  

Por outro lado, se esta reposição for bem menor do que o necessário, você pode gerar uma ruptura. 

O que também é ruim para o relacionamento com o seu cliente e ainda abre-se uma margem para que o seu concorrente ganhe espaço. 

Sendo assim, um estoque no nível ideal contribui para reduzir custos, otimizar recursos e aumentar os lucros.   

Sem contar na vantagem competitiva que uma previsão de demanda eficiente pode resultar.  

Veja 5 vantagens da previsão da demanda logística

Agora que você já entendeu o que é previsão de demanda logística e a sua importância, vamos conhecer 5 das suas vantagens.  

  1. Auxilia na tomada de decisões

A partir de dados precisos, é possível fazer escolhas com segurança. 

Planejar formas mais assertivas e econômicas de suprir a cadeia de abastecimento, bem como oferecer maior visibilidade aos fornecedores e transportadores para um trabalho conjunto mais equilibrado.  

  1. Otimização do espaço disponível

Com dados mais assertivos, é possível avaliar necessidades como:  

  • Questões de investimentos em galpões; 
  • Tamanho e localização de armazéns e centros de distribuição
  • Periodicidade de reposições e pedidos de matéria prima; 
  • Capacidade de maquinário; 
  • Necessidade de investimentos em ações de marketing; 
  • Entre outros. 
  1. Redução de custos;

Isso se deve pela diminuição de desperdícios e falhas nos processos. Gestores encontram soluções mais inteligentes com antecedência a respeito de contratações, fornecedores, matéria-prima, etc.  

Além de não haver perdas excessivas no estoque e nem produção de produtos que ainda não foram vendidos, o que diminui custos.   

  1. Maior produtividade;

A empresa passa a prevenir falhas no controle do estoque e perdas de produtos, além de diminuir acidentes. 

Os processos passam a ser mais fluídos, o que resulta em operações mais eficientes e ganhos na produtividade.   

  1. Clientes mais satisfeitos 

Com os processos otimizados é de se esperar mais excelência nos serviços oferecidos e a redução de gastos ajuda a manter preços competitivos.  

Com isso, a tendência é de haver uma maior aceitação por parte dos clientes

Se sua empresa ainda não tem como prática fazer uma previsão de demanda logística, vale a pena investir nesse estudo.  

Você verá como os recursos serão melhor aproveitados e a economia que essa ação pode trazer ao seu negócio.  

Se você quer ter acesso a mais conteúdos sobre o gerenciamento de processos logísticos, siga as nossas páginas no Facebook e no Linkedin para manter-se atualizado sobre as principais novidades do setor! 

Posts relacionados

Deixe um comentário