Qual a importância da gestão de risco na logística?

4 minutos para ler

Seria ótimo operar uma empresa em um ambiente estável e previsível, mas os negócios enfrentam obstáculos de forma constante e em especial o setor logístico. 

Como cautela, aumenta a atenção para a importância da gestão de risco na logística, que iremos entender melhor neste texto, bem como benefícios e passos para implementação.

Leia até o fim e se inteire sobre o assunto! 

O que é gestão de risco e qual a sua importância na logística?

A única forma de se manter resiliente diante de ameaças constantes ao negócio e evitar grandes impactos é com a prevenção, neste caso ter um plano de gestão de risco. 

Podemos considerar gestão de risco quando um gestor identifica quais são as ameaças para o capital e lucro da empresa e com isso, avalia e estabelece formas de controle.

Na logística, além das ameaças externas ambientais, temos problemas com transportes, roubos nas estradas, danos nas cargas, problemas com estoque e armazenagem, etc. 

Ainda no ambiente digital, há a necessidade de cuidar da segurança dos dados da empresa. 

Todas essas ameaças na logística se refletem em bilhões de prejuízos, o que destaca a importância da gestão de risco na logística.

Mas graças às soluções da indústria 4.0, a gestão de risco tem sido elevada para um nível maior de eficiência e agilidade, tornando esse processo mais inteligente. 

Quais os benefícios da gestão de risco na logística?

Um plano de gestão de risco na logística deve ir além da prevenção e traz consigo outros benefícios para o negócio. Confira alguns deles: 

  • Contribuem no controle do impacto, quando a ameaça realmente ocorre;
  • Gera confiança nas tomadas de decisões da empresa;
  • Ajuda a empresa a alcançar objetivos e se manter estável;
  • Estimula a confiança dos clientes, funcionários e parceiros;
  • Estabiliza operações comerciais;
  • Aumenta a proteção para os ativos da empresa;
  • Ganhos em economia ao evitar prejuízos.

Como planejar a gestão de risco na logística da sua empresa?

Basicamente as empresas passam pelas mesmas etapas para traçar um plano e uma estratégia de gestão de risco na logística, veja a seguir:

Defina o contexto: Trata-se de compreender a situação da sua empresa, o papel da sua logística no seu negócio e definir a estrutura de como serão feitas as análises. 

Identifique possíveis riscos: Aqui são indagados quais são os riscos potenciais que podem afetar a empresa. 

Analise e avalie cada risco: Com as ameaças estabelecidas, procure saber as chances delas ocorrerem, quais seriam suas consequências e se há condições de arcar com o risco.

Crie estratégias: Se há disposição para lidar com o risco, é preciso traçar planos para mitigar os impactos, incluindo táticas de prevenção e planos de contingência. 

Monitore os riscos: Para controlar a eficiência do plano e verificar se há possibilidades de novos riscos, estabeleça formas de monitorar e rastrear os perigos. 

Agora que você entende a importância da gestão de risco na logística, fique de olho nas ameaças à sua empresa e busque sempre ter o controle. 

Se você quer ter acesso a mais conteúdos sobre o gerenciamento de processos logísticos, siga as nossas páginas no Facebook e no Linkedin para manter-se atualizado sobre as principais novidades do setor!

Posts relacionados

Deixe um comentário