EDI

Processo Order to Cash: quais os desafios e como funciona?

por | 25/09/2019

5 minutos para ler

Podemos definir o processo Order to Cash como o ciclo completo do produto na cadeia logística, da emissão do pedido até a entrega e o recebimento pelas vendas. Ele envolve inclusive outras áreas da empresa, como comercial, financeiro, crédito, cobrança e contabilidade.

Embora possa ser definido em poucas palavras, o sistema exige alta capacidade de gerenciamento para evitar retrabalhos, perda de eficiência e prejuízos nos processos fundamentais da empresa. Por isso, é importante ter uma visão global do negócio e conhecimento para atacar a raiz dos problemas sempre que for preciso.

Para você entender melhor como funciona, quais são os desafios e vantagens do Order to Cash, reunimos essas informações em um pequeno artigo. Continue a leitura!

Como funciona o processo Order to Cash?

Como funciona o processo Order to Cash?

O processo da cadeia de suprimentos está apoiado em três pilares essenciais: pedido, entrega e pagamento. Para que todos funcionem da maneira ideal, é preciso haver conformidade nos fluxos fixos e de informação de modo a não retardar ou gerar prejuízos em nenhuma dessas etapas.

O processo Order to Cash é um recurso utilizado para mapear e garantir o seguimento correto de todas essas variáveis. Costumamos afirmar que gerenciar um processo de Order to Cash é acompanhar o caminho que o seu dinheiro percorre até chegar, na forma de produtos ou serviços, ao cliente.

Sendo assim, o sistema facilita a análise das operações e aumenta a eficiência dos processos. Além disso, o ele garante outros benefícios para o negócio, como:

  • ciclo comercial mais ágil;
  • redução de custos operacionais;
  • melhora nas relações e parcerias comerciais;
  • otimização do fluxo financeiro;
  • melhor gestão de Supply Chain;
  • automatização de processos e segurança das informações;
  • visão global da cadeia de suprimentos.

Quais etapas o sistema OTC engloba?

Quais etapas o sistema OTC engloba?

De maneira geral, podemos dividir o Order to Cash em duas grandes categorias distintas: a gestão de pedidos — ou Order Management — e a coleta de pagamentos, mais conhecida como Bill to Cash. Mas o processo tem uma série de etapas e desdobramentos multidepartamentais.

Após esse esclarecimento, veja as etapas que constituem todo o processo:

  • gerenciamento de pedidos;
  • gestão e análise de crédito;
  • atendimento e execução das ordens;
  • gerência dos envios;
  • faturamento;
  • organização do contas a receber;
  • cobrança de pagamentos;
  • entradas de receita no caixa;
  • relatórios e análises do gerenciamento global do processo.

Cabe lembrar que quanto maior for a complexidade dessa cadeia e dos fluxos internos em cada etapa, maiores serão as chances de perder agilidade e enfrentar problemas com o crescimento dos custos operacionais. Em função disso, abordaremos na sequência como a empresa pode reverter essas e outras questões.

Como superar os desafios no gerenciamento do Order to Cash?

Como superar os desafios no gerenciamento do Order to Cash?

Dentre os maiores obstáculos enfrentados no processo estão as altas taxas de erros na execução e envio das ordens, inconformidades na emissão dos pedidos e práticas comerciais em desacordo a política da empresa.

A aplicação indevida de descontos e a desobediência às políticas de crédito também são outros fatores que prejudicam a eficácia do sistema, além de elevarem o saldo em aberto do contas a receber, impactando diretamente a manutenção do negócio.

Para minimizar ao máximo esses problemas, a empresa deve reduzir o tamanho da cadeia, bem como investir na integração dos sistemas, reduzindo os pedidos e lançamentos manuais.

Ter uma visibilidade diária em tempo real dos processos e utilizar sistemas de avaliação de indicadores também ajuda a manter a conformidade das operações.

O processo Order to Cash oferece melhor gerenciamento dos pedidos até o fluxo de caixa. Como consequência, agrega valor e melhora a experiência dos clientes, trazendo diferencial competitivo às empresas.

 

Nesse sentido, as soluções de integração da Orbit Logistics podem melhorar a eficiência desse sistema, proporcionando uma visão completa e gerenciamento centralizado da cadeia, o que aprimora significativamente o desempenho e os resultados do processo order to cash. Entre em contato conosco e automotize sua cadeia de suprimentos!

 

A ORBIT Logistics é um dos principais fornecedores mundiais de soluções de gerenciamento de estoque (VMI – Vendor Managed Inventory e SCM – Supply Chain Management) e aquisição de dados em tempo real.

Nossa empresa, fundada em 2003, fornece um sistema modular para gerenciamento e automação da cadeia de suprimentos, atendendo clientes globais a partir de escritórios em Leverkusen (Alemanha), Atlanta (EUA), São Paulo (Brasil) e Shanghai (China). Uma equipe altamente qualificada, composta por mais de 40 engenheiros e técnicos, oferece soluções “turn key” personalizadas para gestão e monitoramento de processos.

Se você quer ter acesso a mais conteúdos como esse, siga nos no Linkedin para manter-se atualizado sobre as principais novidades do setor ou entre em contato conosco!

POSTS RELACIONADOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *