Picking na logística: saiba tudo sobre essa técnica de gestão de estoque

por | 18/02/2017

6 minutos para ler

Na era da logística moderna, otimizar a eficiência operacional é essencial para o sucesso de qualquer negócio. Uma técnica fundamental nesse contexto é o “picking”, um processo que envolve a seleção e preparação de produtos para atender às demandas dos clientes de forma rápida e precisa.

Com o crescimento do comércio eletrônico e a evolução das cadeias de suprimentos, o picking se tornou uma peça central na gestão logística, exigindo um entendimento aprofundado e estratégico.

Vamos mergulhar no universo do picking logístico, abordando desde seus princípios básicos até suas aplicações avançadas, sendo assim, continue a leitura!

O que é Picking logística?

Picking ou order picking é uma técnica que consiste em recolher certos produtos armazenados baseando-se no pedido de um cliente.

Existem cinco estratégias de organização: picking discreto; picking por zona; picking por lote; picking por onda e bucket brigades, uma nova estratégia. Cada uma delas é utilizada para determinada situação.

5 Tipos de picking logístico

Tipos de picking logístico

O processo de picking na logística é fundamental para garantir a eficiência no atendimento ao cliente e na gestão de estoques.

Existem diferentes estratégias de picking que podem ser adotadas, cada uma com suas características e aplicabilidades específicas.

Ao compreender essas estratégias, as empresas podem tomar decisões informadas para otimizar suas operações de picking e impulsionar o sucesso em suas cadeias de suprimentos.

Acompanhe-nos para descobrir tudo sobre os tipos de picking logístico, como aplicá-los de forma eficaz em sua empresa e além de descobrir suas vantagens e desvantagens.

1. Picking Discreto

É o método mais simples e cada agente fica responsável por um pedido por vez. Neste método, o operário pega apenas um tipo de produto por vez, na quantidade pedida, e leva para a zona de preparação de encomendas. Nessa zona está situado um espaço reservado que irá servir para preparar os produtos que o agente está recolhendo para o cliente.

O picking discreto tem margem de erro muito baixa e é muito fácil de organizar, porém, é um método um pouco menos produtivo devido à quantidade de deslocações que o operário irá realizar até terminar o pedido de encomenda.

Leia também: Defina a melhor estratégia de reposição de estoque para sua empresa 

2. Picking por Onda

Picking por Onda

No Picking por Onda cada operador é encarregado por apenas um tipo de produto por vez, de forma similar ao picking discreto.

Os agentes irão recolher a soma da quantidade de cada produto pedido, mas o número de agendamentos de pedidos em um turno é maior, de forma que os produtos são recolhidos em certos períodos do dia.

Esse método é diferencial, pois pode ser fundido com outros métodos de picking.

3. Picking por Zona

Essa técnica é bem parecida com o picking discreto, porém utiliza agentes específicos para cada família de produtos do armazém.

Após o operário receber o pedido de encomenda, ele vai até sua família e recolhe todos os produtos pertencentes ao seu setor que foram pedidos na encomenda.

Os produtos restantes serão recolhidos por outros agentes que também estão trabalhando nesse mesmo pedido.

O picking por zona é vantajoso, pois os funcionários já são especializados para cada setor, então ganham tempo por já conhecerem muito bem os produtos e todas as localizações.

Todavia, é necessário mais de um funcionário para a função e possui uma margem de erro um pouco maior que o picking discreto.

4. Picking por Lote

O picking por lote é uma estratégia em que o operário acumula certa quantidade de pedidos e observa os produtos em comum de cada encomenda.

Após isso, ele se desloca poucas vezes pelo armazém, já que não é necessário retornar à zona de preparação, recolhendo a soma dos produtos pedidos de cada setor.

Depois de recolher, ele separa a quantidade de encomendas para cada pedido e prepara para o cliente.

Apresenta uma margem de erro um pouco maior, pois é realizada por apenas um operário, que pode se atrapalhar na hora de separar e ordenar os produtos. Em contrapartida, é altamente produtiva e lucrativa.

Leia também: Gestão logística: entenda o que é, conceito e benefícios

5. Picking Bucket Brigades

Bucket Brigades

O Picking Bucket Brigades é uma nova estratégia de picking na logística que foi desenvolvida com intenção de auto balancear as linhas de produção da empresa.

O autobalanceamento é realizado com base no aumento ou na diminuição das taxas de pedido, que serão menores quando os operadores forem terminando os pedidos.

Os operadores são responsáveis por cada pedido. Quando o operador termina o seu pedido, ele passa para o próximo que tinha sido anteriormente iniciado por outro operador que, consequentemente, passará para o próximo pedido.

A vantagem dessa técnica é não sobrecarregar os operadores e/ou equipamentos, porém exige grande coordenação entre os colaboradores.

Conclusão sobre picking logístico

Após entender todas estas estratégias, podemos observar que a técnica de picking na logística é bem importante, facilitando os processos de preparação de encomendas para os clientes.

Quando bem aplicado, o order picking faz com que os seus funcionários economizem tempo, diminuindo o tráfego de operários, equipamentos e automóveis, e traz satisfação ao cliente e lucro para a empresa.

 

Gostou do nosso artigo e pretende implementar o picking na sua empresa? Deixe um comentário abaixo nos contando sua experiência!

 

A ORBIT Logistics é um dos principais fornecedores mundiais de soluções de gerenciamento de estoque (VMI – Vendor Managed Inventory e SCM – Supply Chain Management) e aquisição de dados em tempo real.

Nossa empresa, fundada em 2003, fornece um sistema modular para gerenciamento e automação da cadeia de suprimentos, atendendo clientes globais a partir de escritórios em Leverkusen (Alemanha), Atlanta (EUA), São Paulo (Brasil) e Shanghai (China). Uma equipe altamente qualificada, composta por mais de 40 engenheiros e técnicos, oferece soluções “turn key” personalizadas para gestão e monitoramento de processos.

Se você quer ter acesso a mais conteúdos como esse, siga nos no Linkedin para manter-se atualizado sobre as principais novidades do setor ou entre em contato conosco!

POSTS RELACIONADOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *