Omnichannel e Supply Chain: saiba o que fazer para ter sincronia nas operações

3 minutos para ler

Com o mundo cada vez mais conectado, a tendência dos negócios é adotarem o modelo Omnichannel.

O que significa oferecer atendimento e serviços em diversos canais, com a mesma linguagem e sincronia. 

A grande questão é que este tipo de estrutura exige muito mais do Supply Chain das empresas, que devem atender diversos canais com custos competitivos. 

Neste texto vamos conhecer quais são esses desafios e como as empresas podem se organizar para serem Omnichannel e totalmente sincronizadas com o Supply Chain. 

Quais os desafios que o Omnichannel traz para o Supply Chain?

Se por um lado ser Omnichannel traz benefícios como lucratividade, redução de estoque e fidelização de clientela, por outro torna o Supply Chain mais complexo

Pois é preciso corresponder a flexibilidade de pedidos por diversos canais e agilidade na entrega sem alterar os custos de frete para isso. 

Os maiores desafios enfrentados nesse sentido são:

  • Tendência de aumento na procura e no custo de entrega direta;
  • Integração no processamento de pedidos;
  • Unificação de estoque;
  • Maior supervisão da cadeia de suprimentos;
  • Maiores investimentos em tecnologia.

Empresas Omnichannel precisam encontrar um equilíbrio dentro da sua cadeia de suprimentos para garantir a eficiência desse modelo. 

O que fazer para sincronizar a estrutura omnichannel com o supply chain?

Uma empresa Omnichannel com um Supply Chain em harmonia com seus diversos canais alcançam uma maior visibilidade.

Além de um estoque otimizado e de proporciona uma ótima experiência de compra a seus clientes. 

Mas como empresas Omnichannel de sucesso têm conseguido sincronizar suas operações?

Falaremos de algumas ações prioritárias para esse objetivo:

Supply Chain com foco no cliente: significa que a empresa conhece bem o seu consumidor e prioriza suas decisões de acordo com as necessidades do seu público.

Ao conhecer o seu cliente, é possível segmentar o público-alvo e organizar as operações para entregar exatamente o que ele precisa. 

Fluxo de dados compartilhados: Para ter informações em tempo real e visibilidade de ponta a ponta é preciso investir no planejamento do fluxo de informações entre canais. 

Com isto é possível aproveitar todos os recursos disponíveis e estar apto para lidar com as constantes mudanças de hábitos dos consumidores.

Automação: Seja no estoque, armazéns ou centro de distribuições, é com a automação que se ganhar agilidade nos processos, alto padrão de qualidade e maior produtividade. 

Alternativas de last mile (entrega final): Afim de obter um custo competitivo e aindaatraente ao cliente, empresas têm considerado transportes menores e de baixo custo, como bicicletas, motos, serviços de correios, etc.

O importante é gerenciar todos os parceiros de transporte com cautela para se certificar de que as entregas estão sendo rápidas e com qualidade. 

Ser Omnichannel com um Supply Chain que garante excelência no serviço, ao mesmo tempo que obtém lucros, requer estratégias de digitalização e inteligência de mercado.

Quanto antes as empresas se adequarem seu supply chain a nova realidade de serem Omnichannel, mais resilientes elas serão às mudanças de cenários.

Se você quer ter acesso a mais conteúdos sobre o gerenciamento de processos logísticos, siga as nossas páginas no Facebook e no Linkedin para manter-se atualizado sobre as principais novidades do setor!

Posts relacionados

Deixe um comentário