O que é uma Cadeia de Suprimentos Responsiva?  

4 minutos para ler

Alguns produtos ou situações específicas exigem uma gestão diferenciada nos processos de abastecimento, como no caso de uma cadeia de suprimentos responsiva.  

Esta é uma forma de lidar com os processos focados no cliente e em dar uma resposta rápida ao mercado.  

Mas, talvez a pergunta que fica seja: quando eu devo optar por este modelo?  

É o que vamos buscar entender neste artigo. Primeiramente o que é uma cadeia de suprimentos responsiva, suas vantagens e muito mais.  

Leia o artigo completo para entender melhor este tema!  

O que é uma cadeia de suprimentos responsiva?  

Como comentado no início deste texto, alguns produtos têm uma demanda incerta, como no caso de lançamentos ou itens tecnológicos, como smartphones. 

Para lidar com essa falta de precisão na demanda, uma cadeia de suprimentos responsiva é a que melhor se adequa para atender esse mercado.  

Em resumo, uma cadeia responsiva vende quando o cliente solicita e conforme o pedido, que pode ser de alto volume ou não.  

Ou seja, ela é adaptável às preferências e necessidades do público.  

Porém, para manter essa estrutura é preciso um estoque maior, o que costuma resultar em  um alto custo.  

Ainda assim, uma cadeia responsiva apresenta vantagens como: precisão no atendimento, maior satisfação e comunicação com o cliente, entrega escalável, agilidade e flexibilidade.  

Qual a diferença entre a Cadeia Responsiva e a Eficiente? 

Vale destacar algumas das principais diferenças entre a cadeia de suprimentos responsiva e a eficiente para entender cada tipo de gestão.  

Na gestão eficiente ressaltamos os fatores:  

  • Foco no valor; 
  • Busca atender a demanda com menor custo; 
  • Forma de gestão mais enxuta; 
  • Tem estoques minimizados; 
  • Utiliza transportes mais baratos. 

Enquanto que na responsiva: 

  • O foco está no cliente; 
  • Busca atender a demanda com agilidade; 
  • Gestão flexível; 
  • Tem um estoque preparado para atender demandas de última hora; 
  • Utiliza os transportes mais rápidos.  

Agora, qual dessas gestão é melhor para a sua empresa? A resposta é que uma não precisa excluir a outra. 

É possível ter os 2 tipos de gestão, caso seja conveniente a sua empresa.  

Mas, o ideal é que haja o auxílio de uma boa solução tecnológica para dados de demanda mais precisos e maior visibilidade de toda a cadeia.  

5 Passos para ser mais responsivo 

Se com todas essas informações você está certo de que uma cadeia responsiva é o melhor caminho para o momento do seu negócio, alguns passos que podem ser dados, são:  

  1. Tenha auxílio de uma solução tecnológica 

Como já dito por aqui, um software para ter uma melhor visibilidade de estoque é essencial neste estilo de gestão.  

Com isso, você terá maior precisão a respeito da necessidade de reposição, custos e comportamento da demanda.  

  1. Comunique-se bem com parceiros e especifique os contratos 

Essa é uma forma de alinhar as suas expectativas quanto às entregas.  

  1. Aproxime o estoque de seus clientes 

Desta forma, é possível atender a demanda com prontidão. 

  1. Utilize transportes diferentes tipos de transportes 

Aqui o importante é que ele seja rápido e atenda diferentes quantidades.   

  1. Faça diferentes previsões 

Com intuito de traçar estratégias para diversos possíveis cenários.  

Se você quer ter acesso a mais conteúdos sobre o gerenciamento de processos logísticos, siga as nossas páginas no Facebook e no Linkedin para manter-se atualizado sobre as principais novidades do setor! 

Posts relacionados

Deixe um comentário