Logística Urbana: O que é, quais são os desafios e soluções?

4 minutos para ler

O estudo da logística urbana tem se preocupado com o crescimento populacional nas áreas urbanas e sua organização quanto à mobilidade. 

A falta de um plano para a expansão das cidades acarreta em prejuízos ao meio ambiente, qualidade de vida, entre outros aspectos, incluindo a distribuição de cargas. 

Razão pela urgente busca de soluções, para que todos os envolvidos, incluindo empresas, mantenham suas atividades com qualidade e eficiência. 

Saiba mais lendo neste texto quais os principais desafios da logística urbana e algumas soluções bem aceitas para contornar tais problemas. 

Conheça os principais desafios da logística urbana 

Comentamos de início sobre o problema do crescimento populacional para logística urbana. 

Detalhando esta questão, o aumento de pessoas significa mais carros circulando e com isto, mais poluição, trânsito congestionado e prejuízos na infraestrutura urbana. 

São fatores que interferem na qualidade, custos, eficiência e tempo na distribuição de cargas. 

Dos principais desafios em relação a logística urbana, podemos citar: 

  • Maior demanda de entregas, que são restringidas por horários e afetadas pelo tráfego;
  • Menor volume dos itens adquiridos que encarece o serviço de distribuição;
  • Prazos de entregas reduzidos e entregas fracassadas;
  • Políticas públicas que restringem o transporte de cargas em áreas urbanas;
  • No Brasil, a dificuldade comtransporte multimodal;
  • Carência de locais adequados para carga e descarga de mercadorias.

Quais as soluções mais indicadas para o problema da logística urbana?

Para contornar os desafios mencionados no tópico anterior, algumas empresas têm estudado e recorrido há algumas possibilidades para facilitar a logística urbana.

Em alguns países europeus, essas soluções têm demonstrado resultados positivos e empresas como Amazon tem inovado e se destacado com algumas destas ideias. 

  • Tecnologias da logística 4.0

Por serem capazes de grande armazenagem de dados e prever demandas, estas tecnologias têm otimizado rotas, tempo e eficiência dos transportes e entregas. 

  • Armazéns urbanos

Tem instalações menores com melhor localização, assim permitem que a distribuição seja mais ágil e rápida. 

  • Pontos de retirada

São os sistemas de “compre online e retire na loja”, e as opções de armários em espaços públicos e chaves inteligentes em casas e carros.   

  • Veículos menores e inteligentes

Veículos menores apresentam melhor mobilidade na cidade, além de serem mais econômicos. 

  • Transporte alternativo

 Alguns países já utilizam o auxílio de “transportes limpos” para pequenas entregas nas áreas urbanas, como bicicleta, patinetes e agora os drones.

  • Entregas em horários alternativos

No horário noturno encontra-se mais pessoas em casa e o trânsito nesse horário é mais tranquilo. 

No entanto, por mais atrativa que seja esta possibilidade às empresas, ainda apresenta restrições por questões de segurança e aceitação.

Todas estas alternativas têm o mesmo objetivo: eficiência na distribuição de cargas, atendendo o desejo do consumidor de fretes em menor prazo a custo baixo. 

E tudo isto sem alterar a qualidade do serviço ou produto, obtendo lucratividade e inovação como fator de competitividade. 

Estudar a logística urbana é essencial para que os negócios continuem evoluindo sem prejudicar a população. 

Se você quer ter acesso a mais conteúdos sobre o gerenciamento de processos logísticos, siga as nossas páginas no Facebook e no Linkedin para manter-se atualizado sobre as principais novidades do setor!

Posts relacionados

Deixe uma resposta