Logística em tempos de crise: o que fazer? Logística em tempos de crise: o que fazer?

Logística em tempos de crise: o que fazer?

5 minutos para ler

O país está passando por um dos piores momentos econômicos de sua história, com previsão de recessão de 3,3% para 2016. Isso significa redução de consumo, o que, em contrapartida, reduz a produção e afeta toda a cadeia suprimentos. A questão é: o que fazer na logística em tempos de crise para reduzir os impactos da economia?

Continue a leitura e descubra 7 estratégias para driblar a crise e preparar a empresa para o crescimento posterior.

1. Trabalhe em parceria com fornecedores

Em momentos de crise, a primeira coisa que vem a mente é tentar pressionar os fornecedores, o que não é uma tática muito eficaz, visto que eles também estão passando pela mesma situação.

Uma alternativa muito mais eficiente é juntar forças e traçar um plano de ação conjunto para melhorar a eficiência dos processos, aumentar a produtividade e reduzir custos.

Quanto mais pessoas trabalhando em um objetivo, maiores as chances de êxito.

2. Elimine os custos desnecessários

Custo é como unha, precisa ser cortado constantemente, especialmente em tempos de crise.

Isso significa que você deve realizar um “pente fino” em cada conta e se perguntar: Qual será o impacto se esta despesa for eliminada? Existe alguma maneira de reduzir esta conta? Em vez de comprar itens novos, não sairia mais barato consertar?

Muito cuidado para não eliminar custos importantes e que afetem o moral dos funcionários, ou o funcionamento da empresa. Caso isso aconteça, o efeito será contrário.

3. Melhore os seus processos

A crise exige mudanças e, nesses períodos, é muito mais fácil realizá-las, pois os colaboradores sabem que precisam fazer algo diferente para sobreviver à crise.

Reveja fluxos, simplifique processos e automatize tarefas. Crie grupos de trabalho para resolver problemas específicos, integre diferentes áreas e envolva fornecedores.

4. Mantenha o estoque sob controle

A armazenagem é um dos maiores custos logísticos, e quanto maior o seu estoque, maior será o seu custo de armazenamento.

Além de significar dinheiro imobilizado, estoque elevado gera impacto em caminhões parados, acarretando em pagamento de diárias, compromete o fluxo dentro da CD (central de distribuição), gerando retrabalhos e aumenta o risco de avarias, sinistros ou mudanças de mercado que tornem o produto obsoleto.

5. Busque alternativas de transporte

Se você possui frota própria, analise a possibilidade de terceirizar. Dessa forma, o seu custo passa a ser variável e você não tem que se preocupar com a gestão de frota, que é complexa.

Se você já possui um serviço terceirizado, realize um BID. Dessa forma, você consegue aproveitar o que cada transportadora possui de melhor em determinada rota.

Para entregas curtas, pequenas e leves ou de documentos, procure serviços alternativos, como motoboys ou entregas de bicicleta. Se estiver em um condomínio logístico, faça parceria com as outras empresas, visando descontos por volume.

6. Realize investimentos com a logística em tempos de crise

Fazer investimento na crise? Sim, essa pode ser uma boa alternativa se o ROI (retorno do investimento) for bom a médio e curto prazo.

Se você realizar investimento em um sistema VMI, por exemplo, melhorará o seu planejamento, reduzirá custo com diárias, terá um melhor controle de estoque e automatizará a gestão de pedidos.

Outra vantagem é que, nesse momento, você aumenta o seu poder de barganha, visto que todo mundo está fugindo de investimentos, conseguindo melhores preços ou suporte diferenciado.

7. Desafie a sua equipe

Crie metas desafiadoras, mas possíveis de realizar para cada um de seus colaboradores e defina bônus de acordo com a performance.

Se as metas forem atingidas, com certeza você terá o prazer de bonificar o seu time. Caso não, muitos processos foram melhorados e projetos realizados.

Com a logística em tempos de crise, é fundamental recorrer à técnicas que ajudem a aumentar a produtividade, reduzir custos e otimizar processos de sua empresa na gestão de estoque, transporte, gerenciamento de equipe e fornecedores. E, como tudo é válido, ouça seus colaboradores, incentive a criatividade e abrace boas ideias. Momentos de dificuldade costumam ser os mais propícios para que elas apareçam.

Qual dessas dicas foi a melhor na sua opinião? Está sentindo falta de algum item? Tem alguma outra ideia ou sugestão? Deixe um comentário!

 

ORBIT Logistics é um dos principais fornecedores mundiais de soluções de gerenciamento de estoque (VMI – Vendor Managed Inventory e SCM – Supply Chain Management) e aquisição de dados em tempo real.

Nossa empresa, fundada em 2003, fornece um sistema modular para gerenciamento e automação da cadeia de suprimentos, atendendo clientes globais a partir de escritórios em Leverkusen (Alemanha), Atlanta (EUA), São Paulo (Brasil) e Shanghai (China). Uma equipe altamente qualificada, composta por mais de 40 engenheiros e técnicos, oferece soluções “turn key” personalizadas para gestão e monitoramento de processos.

Para mais informações:

ORBIT Logistics Brasil
www.orbitlog.com.br
dante@orbitlog.com.br

Tel.: (11) 3796-1755 / 1756
Cel.: (11) 96420-1701

Posts relacionados

Deixe uma resposta