Logística de Alimentos: como otimizar este processo?

4 minutos para ler

Receber alimentos fresquinhos e bons para consumo na sua casa tem um desafio por trás muito grande, o qual a logística de alimentos tem uma grande responsabilidade. 

Se o produto não for bem armazenado, for esquecido no estoque e tiver problemas no transporte, isso pode gerar custos extras e desperdícios. 

Felizmente, tudo isso pode ser otimizado e todos esses riscos evitados. Ficou curioso para saber como? 

Neste artigo vamos te explicar os principais cuidados que a logística de alimentos exige e algumas maneiras de como otimizar esse processo. 

Continue a leitura para saber mais!

Quais os principais cuidados e desafios que envolvem a logística de alimentos? 

Várias coisas estão em jogo na logística de alimentos. Se ela falha em alguma parte do processo ela pode afetar: 

  • A lucratividade da empresa;
  • Desperdícios em geral;
  • A reputação do negócio;
  • A segurança alimentar das pessoas. 

Uma pesquisa da BCG indica um aumento de desperdícios de alimentos vindos da cadeia de suprimentos de 1,9% ao ano até 2030, ou seja, 30,4 milhões de toneladas de alimentos jogados fora.

Produtos alimentícios merecem um pouco mais de atenção, pois são vulneráveis a uma série de fatores. 

Razão pela qual na logística desses produtos é preciso aumentar os cuidados no manuseio, armazenagem e distribuição para diminuir estes riscos. 

5 Maneiras de como otimizar a logística de alimentos do seu negócio

Neste tópico, vamos falar de alguns cuidados que podem ser otimizados na logística de alimentos. Acompanhe!

1.   Avaliação de fornecedores

O ideal é que a sua empresa tenha o hábito de monitorar seus fornecedores para garantir que todas as etapas da sua logística de alimentos sejam confiáveis.

Deve-se averiguar com frequência se os critérios de saneamento e segurança alimentar estão sendo atendidos. 

2.   Atenção com embalagem 

Na logística, as embalagens têm funções diferentes em cada etapa, como a proteção e conservação do próprio produto, facilitar o manuseio e proteção na distribuição. 

As embalagens devem ser pensadas de forma a garantir o aspecto original do produto e a sua conservação até o momento de ele chegar ao cliente final. 

3.   Transporte seguro

É no transporte que os produtos alimentícios ficam mais expostos a impactos físicos e às variações do ambiente. 

Por isso, avalie a distância que o produto vai percorrer, para assim pensar na melhor forma de transporte e embalagens que evitem esses riscos dentro deles. 

4.   Cuidados com estoque e armazém

Nestes locais, a higienização e armazenagem adequada evita a deterioração ou contaminação dos produtos alimentícios. 


Outro fator essencial é buscar ter visibilidade da movimentação dos produtos no estoque e armazém para uma boa gestão, o que pode ser obtido com soluções tecnológicas.

5.   Automação

A automação é essencial para otimizar a gestão de armazéns, pois contribui para agilizar o armazenamento, monitoramento e manuseio de produtos. 

Um aliado bastante usado é a solução em QR Code, que facilita a automação de processos logísticos, além de facilitar a adequação dos produtos à legislação. 

Se este é o setor o qual você trabalha, essas são algumas dicas para otimizar a logística de alimentos.

E então? Sua empresa já tem implementado alguma delas?

Se você quer ter acesso a mais conteúdos sobre o gerenciamento de processos logísticos, siga as nossas páginas no Facebook e no Linkedin para manter-se atualizado sobre as principais novidades do setor!

Posts relacionados

Deixe um comentário