Saiba como implementar sistema VMI com eficiência

Como seria se houvesse uma forma de simplificar atividades que ocupam bastante tempo e espaço nas atividades empresariais como, por exemplo, o controle de estoque? Essa solução já existe e se chama sistema VMI (Vendor Managed Inventory) ou, em português, Estoque Gerenciado pelo Fornecedor.

Veja abaixo mais detalhes sobre esse sistema e como implementá-lo com sucesso na sua empresa!

VMI e suas vantagens

Obter e fornecer produtos e/ou serviços faz parte da rotina de todas as empresas. Para facilitar esses processos e gerar mais controle, segurança e autonomia, é recomendado o uso do VMI. Com base na experiência do gestor, é possível alinhar estratégias que lhe dê mais autonomia para que possa controlar o seu estoque de forma eficiente, gerando assim um melhor serviço de entrega do que foi comercializado, um atendimento adequado e a devida reposição dos itens vendidos.

Minimização de erros com o VMI

Agilizar o controle de estoque contribui para a diminuição dos erros, além de trazer uma visão mais detalhista sobre o tipo de produto que está sendo estocado. Todo estoque gera custos de operação, que podem ser minimizados com o uso do sistema VMI, já que há a possibilidade de diminuir de forma segura a quantidade de itens armazenados, sem prejudicar o processo de venda, gerando assim menores custos operacionais. 

Alinhamento dos setores responsáveis ao uso do sistema VMI

Para que o uso do VMI seja feito com sucesso e traga benefícios, é preciso que a comunicação e as estratégias entre todos os setores e profissionais envolvidos estejam alinhadas. A gestão em alto nível desse sistema depende do engajamento de todos esses profissionais, incluindo aqui possíveis intervenções, sempre que necessário, para que o processo mantenha o padrão de qualidade. 

Manutenção de diálogo constante com seus fornecedores 

Reduzir custos operacionais sem prejudicar o processo de venda faz com exista a necessidade de um diálogo constante com os fornecedores dos produtos, a fim de verificar quais são índices de estoque mais indicados para cada caso, bem como as ocasiões adequadas para novas compras e padronização de pedidos. 

Automatização de processos com o VMI 

Inserção manual de pedidos de compra e venda e a necessidade de gerar dados de forma individual sobre cada produto comercializado são atividades que custam tempo e dinheiro para a empresa. Automatizando esses processos, é possível minimizar essas questões, além de melhorar o tempo de entrega de cada produto e, consequentemente, o serviço oferecido, conquistando assim a simpatia do consumidor.

Para que isso funcione de forma adequada é preciso que os softwares responsáveis por essas atividades estejam conectados de forma a cruzar dados de maneira rápida e, assim, gerar os resultados necessários. 

Por meio dessas dicas é possível entender um pouco mais sobre o uso e os benefícios do sistema VMI e como implementá-lo de forma eficiente em seu negócio.

Gostou do nosso conteúdo? Para saber ainda mais e tirar possíveis dúvidas, entre em contato conosco por meio dos nossos canais de atendimento que teremos imenso prazer em atendê-lo. Também estamos no Facebook e no Twitter.

 

ORBIT Logistics é um dos principais fornecedores mundiais de soluções de gerenciamento de estoque (VMI – Vendor Managed Inventory e SCM – Supply Chain Management) e aquisição de dados em tempo real.

Nossa empresa, fundada em 2003, fornece um sistema modular para gerenciamento e automação da cadeia de suprimentos, atendendo clientes globais a partir de escritórios em Leverkusen (Alemanha), Atlanta (EUA), São Paulo (Brasil) e Shanghai (China). Uma equipe altamente qualificada, composta por mais de 40 engenheiros e técnicos, oferece soluções “turn key” personalizadas para gestão e monitoramento de processos.

Para mais informações:

ORBIT Logistics Brasil
www.orbitlog.com.br
dante@orbitlog.com.br

Tel.: (11) 3796-1755 / 1756
Cel.: (11) 96420-1701

VMI na empresa: veja como a solução otimiza o dia a dia de quem está na logística

O supply chain nas empresas tem um papel que poderia ter maior reconhecimento devido a sua grande importância. A maior parte do público desconhece sua existência, a não ser que algum problema aconteça. Se os setores de compra, logística ou fornecimento falham, a reclamação é quase que imediata. Eles necessitam trabalhar contra o tempo, de forma eficiente e organizada, além disso, as demandas devem fluir como água, pois os obstáculos que, por ventura, surgirem, significará perda de tempo e dinheiro para empresa. Essas situações obrigam as organizações a pensarem em como otimizar o cotidiano de trabalho para melhor os resultados, e é nesse ponto que surge o VMI como a solução. Quer saber mais sobre esse método de controle e seus benefícios? Então acompanhe nosso post.

O que é VMI?

Com o Vendor Managed Inventory, ou Estoque Gerenciado pelo Fornecedor, em português, o gestor consegue controlar os processos de obtenção e fornecimento de determinado bem ou serviço. Ponto positivo é que esse controle feito com extrema segurança. Para que o VMI aconteça com eficiência, é necessário que o gestor tenha autonomia sobre os procedimentos e conhecimento prévio sobre as práticas as quais terá contato. A experiência conta muito nesse momento. Já a autonomia, anteriormente citada, é tão importante quanto a experiência, já que sem ela o gestor de estoque não terá condições de tomar as decisões eficazes nos momentos propícios. O que acarreta outro ponto importante: responsabilidade. Ele é o dono da situação, por isso, toda e qualquer consequência, seja ela boa ou ruim, será do gestor.

As melhores funções do VMI

Na cadeia de fornecimento, a qualidade e a quantidade andam juntas. Ter o controle da quantidade do produto no estoque garante a eficiência e favorece a possibilidade de níveis mais baixos no estoque sem que haja ausência de mercadoria. Como se sabe, níveis muito altos no estoque geram aumento de custos operacionais e pouca fluência de recursos, pontos negativos para uma empresa que necessita promover agilidade e eficiência no processo.

Outra questão essencial é a visão geral do sistema. O VMI garante conhecer detalhes do estoque, ou seja, a quantidade de produtos, a entrega rápida, o atendimento eficiente, além do estoque como um todo, bem como se o objetivo foi alcançado sem problemas e com satisfação do cliente.

Benefícios do controle de estoque feito pelo VMI

Todos esses procedimentos têm uma vantagem formidável, pois, além da agilidade e controle, minimizando a quantidade de riscos e erros da situação, acarreta também na redução de custos. Estas palavras, em qualquer época do ano, soam muito bem. Agora, no momento de resseção enfrentado pelo país, soará melhor ainda. Afinal, quem não quer uma empresa com a saúde garantida, com os deveres cumpridos de modo a se firmar no mercado e consolidar uma reputação construída sobre um sistema sólido? A satisfação do cliente, que é o objetivo do processo, saberá que tem o serviço e/ou produto garantido, e com qualidade. A segurança e a confiança estarão no vocabulário de quem tiver acesso a uma empresa que assume o VMI como bandeira das atividades realizadas.

Dessa forma, as lembranças que os clientes terão serão as melhores possíveis, os vinculando à eficiência, qualidade e agilidade de sua empresa. Tem situação melhor que essa em um mercado concorrido, produtivo e que não admite erros? Deixe seu comentário e conte para nós o que achou do VMI, se já conhecia, se pretende implantar esse sistema no setor de estoque da emrpesa. Dúvidas e sugestões também são bem-vindas!

 

 

ORBIT Logistics é um dos principais fornecedores mundiais de soluções de gerenciamento de estoque (VMI – Vendor Managed Inventory e SCM – Supply Chain Management) e aquisição de dados em tempo real.

Nossa empresa, fundada em 2003, fornece um sistema modular para gerenciamento e automação da cadeia de suprimentos, atendendo clientes globais a partir de escritórios em Leverkusen (Alemanha), Atlanta (EUA), São Paulo (Brasil) e Shanghai (China). Uma equipe altamente qualificada, composta por mais de 40 engenheiros e técnicos, oferece soluções “turn key” personalizadas para gestão e monitoramento de processos.

Para mais informações:

ORBIT Logistics Brasil
www.orbitlog.com.br
dante@orbitlog.com.br

Tel.: (11) 3796-1755 / 1756
Cel.: (11) 96420-1701

Cadeia de suprimentos: 3 dicas para melhorar a sua logística

A gestão eficaz de uma cadeia de suprimentos pode trazer diversos benefícios e bons resultados para as empresas envolvidas. Como consequência disso, as empresas passam a competir como um grupo — e não isoladamente —, aumentando o seu potencial e obtendo vantagem competitiva.

No artigo de hoje vamos apresentar o fluxo inverso: como a gestão da cadeia de suprimentos pode contribuir para aprimorar processos internos e melhorar a logística da sua empresa. Continue lendo e saiba mais!

 

Integração dos processos e áreas

Uma das premissas principais de uma boa gestão da cadeia de suprimentos é que os elos que a compõem estejam altamente integrados. O principal fator que promove e mantém essas alianças é a comunicação.

Partindo desse princípio, para que as empresas possam estar conectadas entre si e para que o fluxo da comunicação seja eficaz na prática, a integração deve ocorrer primeiramente entre os setores internos da empresa. Isso quer dizer que as etapas devem estar bem alinhadas e os processos sequenciados e bem geridos.

Na logística, isso implica compartilhar informações com o setor de Compras em relação à aquisição de novos estoques e à contratação de transportes para garantir a distribuição; com o setor de Vendas, para prever a demanda e a sazonalidade do mercado, bem como provisionar a quantidade de veículos necessária para entregar os pedidos na data prevista.

 

Previsibilidade dos estoques

Como apontamos no tópico anterior, a integração faz com que seja possível planejar a demanda e programar o estoque de forma que se atinga o nível máximo de atendimento de pedidos. Por meio disso, é possível obter uma previsibilidade maior dos níveis e composição do estoques, garantindo mais vendas, evitando faltas e excessos, e reduzindo desperdícios e perdas.

Além disso, o VMI — Vendor Managed Inventory ou estoque gerido pelo fornecedor — permite que o estoque da empresa seja administrado diretamente pelo fornecedor. Isso faz com que a empresa não precise se preocupar com as requisições de compras, visto que o próprio fornecedor dispõe das informações sobre o estoque pode, então, decidir entre as melhores opções de reabastecimento.

Tal vantagem dificilmente seria obtida se não houvesse integração e uma boa gestão da cadeia de suprimentos.

 

Programação de transporte

Falamos acima sobre como o setor de vendas pode contribuir, por meio da gestão da carteira de pedidos, na previsão da necessidade de veículos.

Com a integração entre Vendas e Logística é possível criar uma gestão bem mais assertiva do processo de transporte, na medida em que a empresa pode enviar, de forma antecipada, informações reais a partir da sua demanda de veículos, evitando, assim, a falta de transporte em circulação e a falta de movimentação das cargas na expedição — elementos que acabam aumentando o tempo do ciclo do pedido.

A gestão da cadeia de suprimentos deve ter uma visão macro dos processos e das empresas envolvidas. Contudo, vemos que é possível obter benefícios e aprimorar a gestão dos processos, mesmo que operacionais — como controle de estoques e administração de transportes —, garantindo uma logística ainda mais eficiente.

Você já sabia da relação entre logística e cadeia de suprimentos? Ficou claro como é possível obter benefícios por meio de uma boa gestão? Aproveite os comentários e nos deixe saber quais são suas experiências sobre esse assunto!

 

ORBIT Logistics é um dos principais fornecedores mundiais de soluções de gerenciamento de estoque (VMI – Vendor Managed Inventory e SCM – Supply Chain Management) e aquisição de dados em tempo real.

Nossa empresa, fundada em 2003, fornece um sistema modular para gerenciamento e automação da cadeia de suprimentos, atendendo clientes globais a partir de escritórios em Leverkusen (Alemanha), Atlanta (EUA), São Paulo (Brasil) e Shanghai (China). Uma equipe altamente qualificada, composta por mais de 40 engenheiros e técnicos, oferece soluções “turn key” personalizadas para gestão e monitoramento de processos.

Para mais informações:

ORBIT Logistics Brasil
www.orbitlog.com.br
dante@orbitlog.com.br

Tel.: (11) 3796-1755 / 1756
Cel.: (11) 96420-1701

ORBIT Logistics e-VMI – Visão Geral do Sistema

 

ORBIT Logistics é um dos principais fornecedores mundiais de soluções de gerenciamento de estoque (VMI – Vendor Managed Inventory e SCM – Supply Chain Management) e aquisição de dados em tempo real.

Nossa empresa, fundada em 2003, fornece um sistema modular para gerenciamento e automação da cadeia de suprimentos, atendendo clientes globais a partir de escritórios em Leverkusen (Alemanha), Atlanta (EUA), São Paulo (Brasil) e Shanghai (China). Uma equipe altamente qualificada, composta por mais de 40 engenheiros e técnicos, oferece soluções “turn key” personalizadas para gestão e monitoramento de processos.

Para mais informações:

ORBIT Logistics Brasil
www.orbitlog.com.br
dante@orbitlog.com.br

Tel.: (11) 3796-1755 / 1756
Cel.: (11) 96420-1701

Sistema VMI: saiba como evitar prejuízos na cadeia de suprimentos

A cadeia de suprimentos é atualmente um diferencial competitivo, se levarmos em conta que a sua correta gestão evita atrasos e possibilita disponibilizar maior qualidade na entrega de pedidos aos clientes. Dispor de ferramentas eficientes, como um sistema VMI, é essencial. Com a utilização de um sistema VMI – Vendor Managed Inventory (Inventário Gerido pelo Fornecedor) possibilita a integração dos dados do seu inventário com o sistema do fornecedor. Essa estratégia permite que seu fornecedor possa prever e suprir suas demandas antes do fim do estoque.

Contar com o auxílio dessa ferramenta contribui positivamente para a gestão da cadeia de suprimentos da sua empresa, criando um ambiente propício ao crescimento, com redução de limitações operacionais, além de evitar prejuízos.

Elaboramos a seguir uma lista com algumas informações básicas acerca do sistema VMI para que você possa esclarecer suas dúvidas e iniciar seu planejamento.

 

O que é o sistema VMI?

Como já explicado anteriormente, o VMI tem como principal diferencial o compartilhamento de informações de estoque entre cliente e fornecedor. Essa facilidade viabiliza a reposição de mercadorias mediante demanda, sendo realizada principalmente por parte do fornecedor. A tecnologia utilizada para a integração desses dados é conhecida como EDI – Eletronic Data Interchange, que significa em português troca eletrônica de dados.

 

Quais as suas aplicações na gestão de estoques?

Existem diversas maneiras de utilizar o VMI para aperfeiçoar a gestão de estoque, cada uma com suas particularidades. O sistema está pronto para diversas opções de análise e reconhecimento de dados. Citaremos alguns abaixo:

  • Distribuidores em geral;
  • Supermercados;
  • Livrarias;
  • Hospitais;
  • Indústrias.

Clique aqui e conheça algumas empresas que utilizam esse sistema.

 

Quais os benefícios ao fazer uso do sistema VMI?

Dentre os benefícios gerados pelo uso desse método de gestão, selecionamos os principais. Veja:

  • Redução de custo de manutenção de estoques e capital de giro;
  • Melhor atendimento prestado pelo fornecedor;
  • Mais simplicidade na gestão de estoques e compras;
  • Manutenção de estoque mínimo.

Ao colocar em prática o uso do VMI o fornecedor conta com a sua fidelidade e, consequentemente desempenha um papel muito mais presente na sua empresa. Ele passa a dividir a responsabilidade pela gestão do seu estoque, de modo a otimizar seus investimentos, seguindo o seu histórico médio de pedidos como demanda base e fazendo análise detalhada das novas demandas.

Esse acompanhamento e parceria torna possível que dedique mais tempo traçando estratégias de venda para aumentar o seu faturamento. Sem a preocupação com as limitações de estoque seu foco passa a ser o de crescer cada vez mais, com ferramentas que realmente viabilizam essa ascensão.

 

Como o uso do VMI pode evitar prejuízos na cadeia de suprimentos?

O principal objetivo de aderir ao uso de sistema VMI é ter maior liberdade na realização das suas vendas sem a necessidade de manter um estoque alto. A aquisição de grandes volumes de itens e matérias primas eleva o custo de manutenção de estoque e reduz o capital da empresa, criando gargalos. O VMI permite a rápida reposição de mercadorias, sem a necessidade da antecipação da compra pelo cliente, de modo que ele só tenha essa obrigação apenas quando a demanda já for existente, o que lhe garante um fluxo ágil e rentável.

Empresas que não fazem uso de sistema VMI em sua cadeia de suprimentos precisam lidar diariamente com dilemas desse tipo. Mesmo contando com profissionais experientes e conhecedores da demanda e do mercado, vez ou outra ocorre alguma discrepância nessas informações.

Esses desencontros do estoque com a realidade projetada gera prejuízo de dois modos distintos: se o estoque é superior à demanda, você fica com produtos parados, que provavelmente precisarão ser liquidados, desvalorizando o produto no mercado; se o estoque é inferior você deixa de lucrar com mais vendas, perdendo espaço para a concorrência, que provavelmente poderá até aumentar o preço do produto ante a alta procura.

Ainda não está convencido? Fale conosco!

 

ORBIT Logistics é um dos principais fornecedores mundiais de soluções de gerenciamento de estoque (VMI – Vendor Managed Inventory e SCM – Supply Chain Management) e aquisição de dados em tempo real.

Nossa empresa, fundada em 2003, fornece um sistema modular para gerenciamento e automação da cadeia de suprimentos, atendendo clientes globais a partir de escritórios em Leverkusen (Alemanha), Atlanta (EUA), São Paulo (Brasil) e Shanghai (China). Uma equipe altamente qualificada, composta por mais de 40 engenheiros e técnicos, oferece soluções “turn key” personalizadas para gestão e monitoramento de processos.

Para mais informações:

ORBIT Logistics Brasil
www.orbitlog.com.br
dante@orbitlog.com.br

Tel.: (11) 3796-1755 / 1756
Cel.: (11) 96420-1701

Saiba como fazer a implementação de um Vendor Managed Inventory (VMI)

Uma rápida pesquisa de opinião entre colegas e parceiros é o bastante para perceber que a implantação de um sistema de estoque gerido pelo fornecedor (ou Vendor Managed Inventory – VMI) pode deixar muitos empresários e gestores um pouco “perdidos”. Não raramente, eles se preocupam com o dinheiro, o tempo e o esforço necessários para promover mudanças na cultura da empresa, tendo em vista que um sistema como esse altera radicalmente a forma como ela gerencia seus estoques.

No entanto, com o uso de novas tecnologias, aliado às melhorias nos métodos de desenvolvimento de softwares, a implementação de um VMI não é mais nenhum bicho de sete cabeças e pode melhorar substancialmente o desempenho das operações de uma empresa por meio da integração com seus fornecedores.

Saiba agora como fazer a implementação de um VMI em seu negócio!

 

Busque apoio

O primeiro passo para implementar um VMI é comunicar e obter apoio de todos os públicos de interesse envolvidos na mudança. Além do fornecedor, é preciso que os setores e equipes que trabalharão diretamente ou indiretamente no novo sistema sejam informados e garantam seu apoio. A alta gestão da organização também deve ser comunicada e envolvida desde o início, para que compreenda o novo cenário e intervenha quando necessário.

 

Deixe tudo claro

Antes de começar a desenvolver a solução, é preciso que sua empresa e o fornecedor entrem em acordo sobre os níveis de estoque mais indicados para cada produto, as fórmulas utilizadas para identificar o momento ideal para novas compras, as quantidades padronizadas por pedido, entre outros aspectos. Além disso, é preciso definir claramente as responsabilidades de inserção e atualização de informações no sistema, assim como de geração de documentos como notas fiscais e ordens de compra.

Essas medidas prevenirão problemas e questionamentos no futuro e fortalecerão a parceria entre as empresas.

 

Desenvolva a solução

Tendo em vista que o próprio fornecedor gerenciará o estoque com base nos pedidos realizados pelos clientes da sua empresa, é preciso que os softwares e controles “conversem” entre si.

Seja por meio de um módulo nos sistemas atuais ou pelo desenvolvimento de um novo programa exclusivo para essa finalidade, o importante é que os dados gerados de ponta a ponta estejam sincronizados e atualizados, para garantir que os setores e funcionários das duas partes tomem decisões com base somente em informações confiáveis.

 

Faça testes

Após realizar a integração dos sistemas, será preciso conduzir alguns testes para verificar a correção das informações. Simule diferentes situações de elevação e redução na demanda e veja como os softwares respondem.

Lembre-se de que os sistemas bem testados evitam bugs e falhas que podem causar muitas dores de cabeça mais adiante.

 

Forneça um histórico

Com os testes concluídos, ainda vale a pena enviar ao fornecedor um histórico da demanda da empresa nos últimos anos. Isso irá ajudá-lo a se planejar melhor para o novo sistema.

Vale ressaltar que a implementação de um VMI é uma tarefa muito mais fácil do que parece à primeira vista, ainda mais quando a empresa interessada se planeja bem e prepara suas equipes para as mudanças que estão por vir. E o que é mais importante: os benefícios da adoção do sistema serão sentidos rapidamente na redução de custos com estoques, eliminação de falhas de comunicação, maior estabilidade na gestão dos processos, entre outros.

E agora? Já ficou claro como é fácil implementar um VMI? Deixe aqui seu comentário!

 

ORBIT Logistics é um dos principais fornecedores mundiais de soluções de gerenciamento de estoque (VMI – Vendor Managed Inventory e SCM – Supply Chain Management) e aquisição de dados em tempo real.

Nossa empresa, fundada em 2003, fornece um sistema modular para gerenciamento e automação da cadeia de suprimentos, atendendo clientes globais a partir de escritórios em Leverkusen (Alemanha), Atlanta (EUA), São Paulo (Brasil) e Shanghai (China). Uma equipe altamente qualificada, composta por mais de 40 engenheiros e técnicos, oferece soluções “turn key” personalizadas para gestão e monitoramento de processos.

Para mais informações:

ORBIT Logistics Brasil
www.orbitlog.com.br
dante@orbitlog.com.br

Tel.: (11) 3796-1755 / 1756
Cel.: (11) 96420-1701

VMI (Vendor Managed Inventory) para produtos embalados (Packaged Goods)

Vídeo ORBIT Logisitics sobre VMI (Vendor Managed Inventory) para produtos embalados (Packaged Goods).

 

ORBIT Logistics é um dos principais fornecedores mundiais de soluções de gerenciamento de estoque (VMI – Vendor Managed Inventory e SCM – Supply Chain Management) e aquisição de dados em tempo real.

Nossa empresa, fundada em 2003, fornece um sistema modular para gerenciamento e automação da cadeia de suprimentos, atendendo clientes globais a partir de escritórios em Leverkusen (Alemanha), Atlanta (EUA), São Paulo (Brasil) e Shanghai (China). Uma equipe altamente qualificada, composta por mais de 40 engenheiros e técnicos, oferece soluções “turn key” personalizadas para gestão e monitoramento de processos.

Para mais informações:

ORBIT Logistics Brasil
www.orbitlog.com.br
dante@orbitlog.com.br

Tel.: (11) 3796-1755 / 1756
Cel.: (11) 96420-1701

Descubra as vantagens de se implementar um sistema P2P (Procure to Pay)

Foi-se o tempo em que tudo dentro de uma empresa se resolvia apenas com blocos de anotações e alguns telefonemas. A necessidade de agilidade nos processos e viabilização de um negócio através da redução de custos demanda que novas práticas, processos e métodos cada vez mais eficazes apareçam de tempos em tempos. No ramo das empresas que trabalham com a comercialização de produtos, a bola da vez é o P2P, que promete revolucionar as práticas logísticas no intuito de que os processos sejam cada vez mais eficazes e mais econômicos. E é sobre essa prática que nosso post de hoje vai falar. Confira!

 

Novos conceitos demandam soluções mais eficazes

Supply Chain Management, que a grosso modo significa o alinhamento e integração dos processos logísticos, sejam eles do setor de produção, fornecedores, varejistas ou atacadistas, é um termo que ganhou muita força nos últimos tempos, pois o quadro ideal para os empreendimentos é que todos os que fazem parte da cadeia de suprimentos se beneficiem de alguma forma.

Este conceito surge com o intuito de otimizar a forma de controlar questões como, ponto de pedido, tempo de ressuprimento e estoque de segurança, o que traz vantagens de forma universal. Excelente. Mas ainda faltava algo a ser feito visando soluções para a integração envolvendo vendas, estoque, produção, e controles de compras, que precisava gerar uma sincronia perfeita entre provimento e necessidades.

 

P2P: a solução que faltava

Em inglês, P2P é uma sigla para Procure to Pay ou Purchase to Pay, e estes três caracteres conceituam o processo necessário para obter matérias-primas que o oferecimento ou a produção de um serviço necessitam.

A implementação do P2P implica em estabelecer o controle sistêmico de forma universal de todo o fluxo de materiais a partir de seus processos iniciais, quando os pedidos são realizados no ponto, o encaminhamento ao fornecedor das solicitações, a expedição dos pedidos, a ratificação dos recebimentos, pagamentos, transporte, recepção, verificação das matérias-primas para conferência e o acondicionamento nos estoques da empresa.

 

Benefícios da implementação do P2P no controle de estoques de um empreendimento

  • Reduz as perdas e desperdícios de materiais, tendo em vista que apenas aquilo que é necessário é pedido;

  • Os custos necessários para se manter o estoque diminuem em função da ausência da necessidade de alocação de materiais não utilizáveis por um longo período de tempo,

  • Os materiais se danificam e se deterioram menos, o que também reduz custos, isso em função dos processos de realização do pedido, recebimento, e uso serem bem mais precisos;

  • Por motivos óbvios, a produtividade aumenta e, consequentemente, o faturamento é impactado positivamente, haja visto a redução de custos.

 

Mas como é feita a implementação do P2P?

Tecnologia de Informação, é claro. São tantas variáveis a serem conjugadas, que apenas com a alta capacidade que os softwares mais modernos possuem de processar informações, é que o P2P poderia ser implantado de maneira funcional no intuito de melhorar a operacionalização da gestão de estoques em um negócio.

Como haverá um integração de sistemas entre fornecedor e cliente, é de suma importância que, quando da decisão de se avançar para um processo P2P, escolha-se um parceiro que possa conversar com ambos os sistemas, trocar dados de estoque, forecast, pedidos, avisos de despacho, confirmação de entrega, consumo consignado, entre outros. 

Atualmente, os processos P2P, quando possível, têm trabalhado em conjunto com processos VMI (Vendor Managed Inventory) e VMOI (Vendor Managed and Owned Inventory), a fim de eliminar todas as tarefas manuais do processo de ressuprimento.

É claro que a implantação de um processo P2P ou VMI/VMOI sistema de gestão em uma empresa é um processo complexo de reuniões entre os gestores e a equipe de TI. É por isso que a ORBIT Logisitcs e o Portal VMI lhe convidam a entrar em contato conosco para conversarmos a respeito de suas dúvidas.

 

ORBIT Logistics é um dos principais fornecedores mundiais de soluções de gerenciamento de estoque (VMI – Vendor Managed Inventory e SCM – Supply Chain Management) e aquisição de dados em tempo real.

Nossa empresa, fundada em 2003, fornece um sistema modular para gerenciamento e automação da cadeia de suprimentos, atendendo clientes globais a partir de escritórios em Leverkusen (Alemanha), Atlanta (EUA), São Paulo (Brasil) e Shanghai (China). Uma equipe altamente qualificada, composta por mais de 40 engenheiros e técnicos, oferece soluções “turn key” personalizadas para gestão e monitoramento de processos.

Para mais informações:

ORBIT Logistics Brasil
www.orbitlog.com.br
dante@orbitlog.com.br

Tel.: (11) 3796-1755 / 1756
Cel.: (11) 96420-1701

Benefícios do VMI

VMI (Vendor Managed Inventory – Primeiro Estágio)

  • Garantia de suprimentos:
    • Informações precisas no momento exato, sobre em que momento e qual a quantidade a abastecer.
  • Embarques urgentes reduzidos.
  • Incremento da eficiência da operação
  • Aumenta a satisfação e estreita relação com clientes.
  • Fidelização de clientes.

Situações evitadas

  • Risco de ruptura de estoque.
  • Problemas de entrega por silos cheios ou não prontos.
    • Caminhões têm que retornar cheios ou aguardar o silo estar pronto.
  • Perda de tempo com gerenciamento manual dos estoques.
  • Desgaste em função de freqüentes negociações comerciais.
  • “Comoditização” do produto, por falta de algum serviço agregado como diferencial.

eVMI (Eletrônico Vendor Managed Inventory – Segundo Estágio)

  • Colocação automática de pedidos nos ERP’s.
  • Incremento da eficiência da operação.
  • Visibilidade e acompanhamento do ciclo de pedido.
  • Ciclo de pedido com menos etapas.
  • Indicadores de desempenho comuns.

Situações evitadas

  • Eliminação de erros de entrada de dados / digitação.
  • Perda de tempo com gerenciamento manual dos pedidos.
  • Contato freqüente cliente/fornecedor sobre status do(s) pedido(s).
  • Grande variabilidade do lead-time em função das etapas do ciclo.
  • Utilização de métricas de desempenho distintas entre clientes e fornecedores.

 

ORBIT Logistics é um dos principais fornecedores mundiais de soluções de gerenciamento de estoque (VMI – Vendor Managed Inventory e SCM – Supply Chain Management) e aquisição de dados em tempo real.

Nossa empresa, fundada em 2003, fornece um sistema modular para gerenciamento e automação da cadeia de suprimentos, atendendo clientes globais a partir de escritórios em Leverkusen (Alemanha), Atlanta (EUA), São Paulo (Brasil) e Shanghai (China). Uma equipe altamente qualificada, composta por mais de 40 engenheiros e técnicos, oferece soluções “turn key” personalizadas para gestão e monitoramento de processos.

Para mais informações:

ORBIT Logistics Brasil
www.orbitlog.com.br
dante@orbitlog.com.br

Tel.: (11) 3796-1755 / 1756
Cel.: (11) 96420-1701

O que é Vendor Managed Inventory (VMI)

VMI – Uma analogia com a vida cotidiana

• Você requisita o produto “água” e cria uma demanda ao abrir a torneira.
• A companhia de água – o seu fornecedor – gerencia seu estoque de água até a próxima demanda.
• A companhia de água é “dona” e administra o fornecimento de água e garante que ela esteja sempre disponível quando você precisar.
• Você não emite uma ordem de compra para um copo de água individual.
• Você só assina um contrato básico e não há a emissão de uma fatura individual para cada copo de água.
• A companhia totaliza o seu uso, que é pago com base no consumo do período acordado (mensal).

 

O que é Vendor Managed Inventory?

Vendor Managed Inventory (VMI), em português Estoque Gerenciado pelo Fornecedor, é um sistema para otimizar o desempenho da cadeia de suprimento, em que o fornecedor se responsabiliza pela gestão dos níveis de estoque nos clientes. O fornecedor tem acesso aos níveis de estoque do cliente e assume, ele próprio, as decisões sobre os reabastecimentos.

O VMI se integra na cadeia de abastecimento como forma de estabelecer uma real colaboração e partilha de informação entre o fornecedor e o cliente.

Verificando detalhadamente a utilização de soluções Vendor Managed Inventory em alguns mercados e alguns estudos realizados por pesquisadores brasileiros e internacionais, entendemos que uma solução Vendor Managed Inventory possui dois estágios, mesmo ambos sendo conhecidos como VMI.

 

Vendor Managed Inventory – Primeiro Estágio

Este estágio, que denominaremos aqui como VMI, o fornecedor é responsável pela verificação do nível de estoques, pela colocação do pedido internamente e reabastecimento, em suma, pela gestão do estoque.

Neste primeiro estágio, tem-se verificado que fornecedores utilizam diversas ferramentas para receber as informações de estoque, que são o que geram o início do ciclo de pedido, como:

1. Preposto: alguns fornecedores possuem prepostos dentro de seus clientes ou os enviam com frequência, para verificarem o nível dos estoques.

2. Telemetria: sensores captam os níveis de estoque e alarmes (email, SMS, etc.) são gerados quando níveis pré-definidos são alcançados.

3. Cliente: o próprio cliente verifica diariamente (normalmente, uma vez or dia) o nível dos estoques e informa ao fornecedor – sim, algumas empresas consideram esta forma como VMI, a partir do recebimento da informação do nível de estoque, o fornecedor é responsável pelo reabastecimento.

A telemetria tem sido bastante utilizada, em razão de custos acessíveis e, em conjunto com a internet, possibilita acesso às informações de nível a qualquer momento e em qualquer lugar.

 

Vendor Managed Inventory – Segundo Estágio

É o que está sendo chamado de “eVMI” (Vendor Managed Inventory eletrônico).

Neste segundo estágio, o conceito de o fornecedor ser o responsável pelo gerenciamento do estoque continua, entretanto, todo o ciclo de pedido está automatizado e integrado, entre fornecedor, cliente e, possivelmente, operador logístico. Além da gestão do estoque, o fornecedor pode gerir os pedidos.

Quando há a necessidade de reabastecimento, indicada pelos sensores, um pedido é criado diretamente no sistema (ERP) do fornecedor. O estágio de cada pedido pode ser compartilhado entre fornecedor e cliente, como ordem registrada, despachada, entregue.

Algumas literaturas afirmam que maior parte dos benefícios do VMI é encontrada no segundo estágio (eVMI), pois o fornecedor gerencia toda a política de estoque (ordens, limites de estoque, quantidades de entrega, otimização do transporte, etc.), uma vez que no primeiro estágio (VMI) o fornecedor é responsável somente pelo reabastecimento, não tendo liberdade sobre a política de estoque do cliente.

 

Estoque Consignado

Entende-se por estoque consignado quando o fornecedor estoca seu produto final dentro de seu cliente ou distribuidor e detém a propriedade deste estoque.

O pagamento deste produto não é realizado até o item ser realmente utilizado. Um relacionamento Vendor Managed Inventory pode ou não envolver estoques consignados.

 

ORBIT Logistics é um dos principais fornecedores mundiais de soluções de gerenciamento de estoque (VMI – Vendor Managed Inventory e SCM – Supply Chain Management) e aquisição de dados em tempo real.

Nossa empresa, fundada em 2003, fornece um sistema modular para gerenciamento e automação da cadeia de suprimentos, atendendo clientes globais a partir de escritórios em Leverkusen (Alemanha), Atlanta (EUA), São Paulo (Brasil) e Shanghai (China). Uma equipe altamente qualificada, composta por mais de 40 engenheiros e técnicos, oferece soluções “turn key” personalizadas para gestão e monitoramento de processos.

Para mais informações:

ORBIT Logistics Brasil
www.orbitlog.com.br
dante@orbitlog.com.br

Tel.: (11) 3796-1755 / 1756
Cel.: (11) 96420-1701